TESTE DE INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS


Talvez você conheça algum conceito de inteligência. E eu me refiro a um conceito, não a o conceito. Afinal, são muitas as pessoas interessadas em definir o que é e como funciona a inteligência humana. Por isso, mesmo no meio científico, não existe um conceito de inteligência, mas vários. E um deles é o conceito das inteligências múltiplas, proposto pelo psicólogo americano Howard Gardner - pesquisador, escritor e professor em Harvard e Boston.

Para Gardner, autor da teoria das Inteligências Múltiplas (IM) “Pensa-se melhor a mente humana como uma série de faculdades relativamente independentes, tendo relações apenas frouxas e não previsíveis umas com as outras, do que como uma máquina única para todas as coisas, com uma capacidade de desempenho constante, independente de conteúdo e contexto”. Para o pesquisador a inteligência é um potencial biopsicológico para processar informações que pode ser ativado num cenário cultural para solucionar problemas ou criar produtos que sejam valorizados numa cultura.

Gostou do conceito? Então que tal fazer um teste e descobrir qual é o SEU PERFIL de inteligência? Te convido a acompanhar a série de videoaulas que eu gravei com o objetivo de propor um teste de inteligências múltiplas e APONTAR ORIENTAÇÕES de acordo com os resultados do seu teste. Vamos lá?


Neste primeiro vídeo eu apresento as bases da teoria e os fundamentos do teste. Nele você pode fazer o download da planilha de testes (acesse o vídeo pelo YouTube) para verificar o seu perfil de inteligência. Depois de fazer o teste, acompanhe os vídeos a seguir para descobrir como estudar melhor e potencializar seu aprendizado de acordo com o seu resultado no Teste de Inteligências Múltiplas.

















As inteligências apresentadas nestes vídeos são aquelas consideradas em primeira instância pelo autor. Mais tarde, em outras obras e revisões, o próprio Gardner considerou outros tipos de inteligências - mas estas eu não vou abordar agora. Gardner considera que uma inteligência, para assim ser classificada, deve atender a uma série de oito princípios e critérios:


  1. Potencial de isolamento da lesão cerebral
  2. Plausibilidade evolucionária
  3. Conjuntos de operações nucleares identificáveis
  4. Suscetibilidade à codificação num sistema de símbolos
  5. História de desenvolvimento distinto (nichos)
  6. A existência de sábios idiotas, prodígios e excepcionais
  7. Apoio de tarefas psicológicas experimentais
  8. Apoio de descobertas psicométricas


O grande impacto da Teoria das Inteligências Múltiplas é colocar no contexto da educação a premissa de que cada cérebro é único e cada pessoa aprende de uma forma. Se cada cérebro é único, como a escola deve trabalhar para atender a necessidade plural de uma sala de aula? Se cada aluno aprende de uma forma diferente, por que a aula é a mesma para todos? Se cada cérebro é único, como podemos estudar as mesmas matérias do mesmo modo e sermos avaliados da mesma maneira?

E aí professor(a), e essa possível pluralidade na aprendizagem?
Devemos IGNORAR ou RECONHECER?

Quer aprender a aprender? Faça o APRENDA+ Online e aprenda como estudar de forma eficiente em um curso online de capacitação para estudantes de todos os segmentos da educação. Compre o curso e faça parte da minha turma virtual. O APRENDA+ Online é um curso modular de curta duração que vai te apresentar métodos de estudo, estratégias de aprendizagem e muitas outras ferramentas para fazer de você um estudante vencedor.

Acesse www.cursoaprendamais.com.br e comece agora mesmo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tabela periódica dinâmica

MAPAS MENTAIS SÃO TODOS IGUAIS?

PLANEJAMENTO ACADÊMICO - COMO FAZER?