Postagens

Mostrando postagens de 2015

PLANEJAMENTO ACADÊMICO - COMO FAZER?

Imagem
O planejamento de uma disciplina é requisitado ao professor a cada recesso semestral ou anual, geralmente. O plano de curso (ou plano de ensino) é um documento que burocratiza e organiza o processo de ensino aprendizagem de uma disciplina (ou aula, em casa de um plano de aula). Depois de fazer e refazer alguns planos de curso, socializo aqui algumas recomendações úteis a qualquer professor que ainda se sinta perdido com essa peça aparentemente desnecessária...


A estrutura do plano
Todo plano segue uma organização mais ou menos parecida, que varia, obviamente, de instituição para instituição. A estrutura sugerida aqui é apenas uma sugestão, não vale como regra, mas costuma servir para disciplinas de graduação e pós graduação.
1. Identificação 2. Ementa 3. Conteúdo programático
4. Objetivos (gerais/específicos) 5. Metodologia 6. Recursos 7. Avaliação 8. Bibliografia (básica/recomendada)
Identificação
Aqui se preenche apenas o necessário para identificar o plano: o nome do curso, o nome da disciplin…

PARA VOCÊ QUE PAGA MEU SALÁRIO...

Imagem
- Ei, caro aluno, para quê você paga meu salário?
- Para me ensinar, professor.
- E o que é ensinar?

Esse diálogo costuma ocorrer em meus primeiros contatos com uma turma desde que li uma frase de Rubem Alves que diz mais ou menos assim: A missão do professor não é dar respostas prontas. As respostas estão nos livros, na internet. A missão do professor é provocar inteligência, é provocar o espanto, é provocar a curiosidade.

Então, voltando ao início: Caro aluno, para quê você paga meu salário?

Definitivamente, não é para ensinar. A origem latina da palavra insignare nos remete a mostrar algo, apontar um caminho. Eu vejo assim o meu papel. Você me paga para que eu te mostre um caminho mais fácil entre você e o que você quer/precisa saber. Como sabiamente disse Rubem Alves, as respostas estão nos livros, na internet. Se meu papel é apontar o caminho, seu dever, meu caro aluno, deveria ser percorrer esse caminho. Como se faz isso? Estudando. Mas estudando de verdade, para aprender, não p…

ABORDAGENS PEDAGÓGICAS PARA SALA DE AULA

Imagem
Numa definição bem simplista, a abordagem pedagógica é a forma pela qual o professor trabalha um determinado assunto em sala de aula. Essa abordagem normalmente consta no plano de aula e varia de acordo com os objetivos do professor, depende do objeto de estudo em questão e também do perfil dos estudantes. Depois de experimentar algumas coisas em sala de aula, deixo aqui algumas abordagens que funcionaram comigo e que podem ser úteis a qualquer professor.

Para refletir sobre suas abordagens, tenha em mente as abordagens refletem métodos e técnicas de ensino, servindo como um caminho para se chegar a um determinado fim (os objetivos da disciplina, da unidade, da aula). Estes métodos podem aparecer de diversas formas em uma aula, considerando que uma aula normalmente tem três momentos: uma introdução (ou problematização), um desenvolvimento e uma conclusão (ou síntese avaliativa). As abordagens podem ser entendidas como expositivas, interrogativas, demonstrativas e ativas. Tente refleti…

Sobre o desafio da inteligência

Imagem

Pensamentos de Jiddu Krishnamurti

Imagem
Nós temos que compreender o fato de que o controlador é o controlado. O pensamento criou o pensador separado do pensamento que então diz: "Eu devo controlar". Assim, quando vocês percebem que o controlador é o controlado, vocês eliminam totalmente o conflito. O conflito só existe quando há divisão. Nossa vida está em conflito porque nós vivemos com essa divisão. Mas essa divisão é falaciosa, não é real; ela tornou-se um hábito nosso, uma cultura nossa.
Assim, quando percebemos esse fato (que o pensador é o pensamento) então todo o modelo do nosso pensamento sofre uma mudança radical e não há nenhum conflito. Essa mudança é absolutamente necessária se estamos meditando porque a meditação exige uma mente altamente compassiva e, portanto, altamente inteligente, com uma inteligência que nasce do amor, não do pensamento astucioso.
Jiddu Krishnamurti em A Rede do Pensamento
Jiddu Krishnamurti nasceu no Sul da Índia em 1895 e foi educado na Inglaterra. Embora não tenha ligações com …

Muito além do peso

Imagem
Hoje em dia, um terço das crianças brasileiras está acima do peso. Esta é a primeira geração a apresentar doenças antes restritas aos adultos, como depressão, diabetes e problemas cardiovasculares. Este documentário estuda o caso da obesidade infantil principalmente no território nacional, mas também nos outros países no mundo, entrevistando pais, representantes das escolas, membros do governo e responsáveis pela publicidade de alimentos. Para saber mais sobre a proposta do documentário acesse muitoalemdopeso.com.br.


Muito Além do Peso (Way Beyond Weight, 2012)
Obesidade, a maior epidemia infantil da história.
Ficha Técnica:
Direção: Estela Renner
Produção Executiva: Marcos Nisti
Direção de Produção: Juliana Borges
Fotografia: Renata Ursaia
Montagem: Jordana Berg
Trilha Sonora: Luiz Macedo
(Versão SD)

Como otimizar seus momentos de aula

Imagem
Você já parou para pensar se você é aluno ou estudante? Segundo Pierluigi Piazzi, autor de excelentes obras na área da neuropedagogia, aluno é aquele sujeito que vai à aula, entra em uma sala e passivamente assiste ao que o professor apresenta; estudante é aquele sujeito que, depois da aula dada, estuda ativamente, de forma solitária, visando o aprendizado.


Moral da história: assistir aula NÃO é o mesmo que estudar. Estudar exige um pouco mais de trabalho ativo, estudar exige concentração, anotações, esquemas, resumos, exercícios e outras tantas técnicas. Não é indo pra aula que se aprende alguma coisa, é estudando! Mas, ainda assim, a aula tem seu papel nessa história toda: a aula serve para entender, e só entendendo um determinado assunto é que se aprende sobre ele. Matemática, por exemplo, é difícil de entender, mas é fácil de aprender quando se ultrapassa a barreira do entendimento.

Se a aula é importante para o entendimento de um determinado assunto e se você investe tempo (e di…

A Criação

O que você QUER ser?

Nesta palestra, o politécnico Elison Matioli conta a sua trajetória em diferentes instituições de ensino indicando as etapas importantes em cada uma delas e mostrando que existem muitas oportunidades e carreiras alternativas. Ele contará como foi seu percurso a partir de aluno de Engenharia Elétrica na Escola Politécnica (Poli) em Sistemas Eletrônicos, a aluno de duplo diploma na Ecole Polytechnique, França, em Física e Matemática aplicadas. Em seguida, a doutorando na Universidade da California onde foi aluno dos Premios Nobel de Física de 2014 (Shuji Nakamura) e de 2000 (Herbert Kroemer). Em seguida a pós-doutorando no Massachusetts Institute of Technology (MIT) até hoje, onde é professor de engenharia elétrica na Ecole Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL).